Comunidade & Missão

fevereiro 2, 2012

A vida consagrada testemunha o amor

Filed under: Vida Consagrada — Joseph Charles @ 11:24 am

 "Sede testemunhas da alegria que brota do Evangelho"

O consagrado entrega-se inteiramente a Deus em liberdade total. Como o apóstolo Paulo ele é chamado a proclamar na sua vida: “Já não sou eu quem vivo é Cristo que vive em mim”.

“Sede testemunhas da alegria que brota do Evangelho”

Consagrar a Deus a liberdade e toda a capacidade de amar não é uma negação de si mesmo. Trata-se, sim, da afirmação plena dos valores humanos, que são dom de Deus e que cada consagrado entrega a Ele.

Em 1997, o Papa João Paulo II instituiu, oficialmente, o dia 2 de fevereiro como o Dia do Consagrado. Nessa data a Igreja comemora a festa da Apresentação de Jesus no Templo, quando a Santíssima Virgem Maria O apresenta e o Senhor é revelado como a luz do mundo!

Seguindo essa luz o consagrado é convidado a sair de si mesmo e a viver uma vida fraterna e comunitária de acordo com os princípios evangélicos.

Essa vivência de entrega plena só faz sentido dentro de uma vida comunitária de irmãos e irmãs. A vida comunitária é o núcleo essencial da vida do consagrado, nela ele se confronta consigo mesmo, com os outros e com o próprio Deus. Só neste confronto ele pode escutar verdadeiramente a voz d’Aquele que o chamou, porque é na voz dos que se sentiram chamados que Deus continua a apontar o rumo a seguir.

Maria, a Senhora que apresentou o Seu Filho no Templo, tal como não entendeu o que disseram os pastores e os Reis Magos, também não entendeu o que disse ali o velho Simeão e a profetiza Ana. Quantas vezes somos como a Virgem Maria na vida consagrada, homens e mulheres que tudo deixamos para uma entrega total, no entanto, sem entendermos profundamente todos desígnios e os caminhos traçados pelo Senhor para seguirmos e silenciamos no mais íntimo do coração.

O apelo a esta entrega total continua dia a dia. Papa Bento XVI, no ano de 2010, por ocasião do Dia do Consagrado, fez a seguinte interpelação: “Se ela não existisse [vida consagrada], o mundo seria mais pobre! A vida consagrada testemunha a superabundância do amor que impulsiona a perder a própria vida, como resposta a superabundância de amor do Senhor, que por primeiro perdeu a sua vida por nós”.

O Portal Canção Nova entrevistou o missionário Samuel Ferreira de Almeida, que esteve durante 6 anos na França em missão. Ele nos relatou o que é viver a dimensão da vida consagrada no exterior.

“Viver na França, como missionário, foi para mim uma experiência muito rica, onde tive a oportunidade de conhecer uma nova língua, um povo e sua cultura, sempre em busca de levar Deus a essas pessoas de uma maneira nova, respeitando suas raízes e sua maneira de viver, mas na certeza de que não há portas fechadas para o Evangelho. Voltar ao Brasil é viver um tempo novo, uma nova etapa na minha vida, é também voltar às minhas raízes do carisma ao qual eu sou chamado.

A Vida Consagrada torna seus membros testemunhas de Cristo no mundo‘A vida consagrada torna seus membros testemunhas de Cristo no mundo’

Quero buscar acima de tudo a Deus para que Ele seja o centro da minha vida. Tenho certeza de que onde quer que estejamos, o Senhor sempre nos espera, e o lugar que Ele nos coloca é sempre um lugar propício para nos encontrarmos com Ele”.

A vida consagrada é um dos rastros concretos que a Santíssima Trindade deixa na história, para que os homens possam sentir o encanto e a saudade da beleza divina.

Blog no WordPress.com.